Qualificação Mundial 2022: MARROCOS GOLEIA GUINÉ-BISSAU E ASSUME A LIDERANÇA DO GRUPO I

A seleção de Marrocos de futebol recebeu e goleou esta quarta-feira a Guiné-Bissau por 5 a 0 na terceira jornada do grupo I da fase de qualificação para o Campeonato do Mundo a realizar-se no Qatar em 2022.

Na partida disputada no estádio Olímpico de Rabat, capital marroquina, a seleção da casa mostrou a sua superioridade total frente à seleção da Guiné-Bissau. O jogo disputado sem público nas bancadas, devido à pandemia de covid-19 foi  controlado pela seleção marroquina durante os 90 minutos regulamentares.

Notou-se claramente que os pupilos do selecionador  Baciro Candé acusaram o incidente que aconteceu antes do jogo. Não obstante isso,  alguns jogadores, nomeadamente, Alfa Semedo, Mama Baldé e Fali Candé  tentaram empurrar a equipa durante a partida.

A Guiné-Bissau optou por criar, na primeira parte,  um bloco defensivo muito forte, mas a seleção de Marrocos conseguiu inaugurar o marcador aos 31 minutos por intermédio de Achraf Hakimi, num remate fora de área e sem hipóteses para o guarda-redes da seleção nacional, Jonas Mendes.

Após o golo da equipa de Marrocos, os Djurtustentaram subir no ataque à procura do empate, mas sem sucesso. Aos 45 minutos, Marrocos ampliou o marcador, através de uma grande penalidade da autoria de Louza, depois de uma falha cometida por Bura.

A primeira parte ficou marcada com a lesão do jogador guineense, Upa Sangate, aos 29 minutos e foi substituído por Rudi Silva. Além da contrariedade dos rapazes de Baciro Candé, a primeira parte ficou marcada igualmente com muitos cartões amarelos aos jogadores da seleção nacional.

Na segunda parte, a Guiné-Bissau fez algumas alterações táticas, mas nada melhorou e o Marrocos continuou a dominar o jogo. Aos 49 do jogo, Chair fez o terceiro golo do Marrocos.

Depois do terceiro golo da seleção adversária, Candé fez algumas substituições para evitar a goleada, mas não resultou. Aos 64 e 81 minutos do desafio, a equipa orientada pelo franco-bósnio, Vahid Halilhodzic, fez mais dois golos por intermédio de El Kaabi e Munir, respetivamente.

Apesar de sofrerem 5 golos, os Djurtus tentaram por diversas vezes buscar o golo de honra, mas sem sucesso. Na Guiné-Bissau o destaque foi para a grande exibição  do  Fali Candé.

Com o triunfo, Marrocos assumiu a liderança com 6 pontos do grupo I e na segunda posição vem a Guiné-Bissau com 4 pontos, a Guiné-Conacri, que empatou contra Sudão do Norte  a um golo, segue na terceira posição com dois pontos  e o Sudão de Norte  na cauda do grupo com apenas um ponto.  As seleções de Marrocos e da Guiné-Conacri têm um jogo por disputar.

Os Djurtus sofreram a primeira derrota na fase de qualificação para o mundial frente ao Marrocos, após o empate na primeira jornada com a Guiné-Conacri  e a vitória na segunda jornada frente ao Sudão do Norte.

O jogo entre as duas seleções também ficou marcado, antes, pela intoxicação alimentar aos jogadores da Guiné-Bissau, na noite de terça-feira, menos de 24 horas antes do jogo, que afetou toda a equipa dos Djurtus.

O comissário do jogo nomeado pela FIFA, da Serra Leoa, terá pressionado a seleção nacional a jogar com ameaças de que poderia ser sancionada e declarada derrotada, se não participasse no jogo diante de Marrocos.

No próximo dia 9 a Guiné-Bissau volta a defrontar Marrocos na quarta jornada da fase de qualificação para a competição. O jogo será igualmente disputado em  Marrocos, devido à interdição do Estádio Nacional 24 de setembro, em Bissau, pela CAF.

Por: Alison Cabral

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado.