VI° Congresso do PRS: DELEGADOS VOTAM CONTRA A ELEIÇÃO DO SECRETÁRIO-GERAL DO PARTIDO

O segundo dia do VI° Congresso Ordinário do Partido da Renovação Social (PRS) ficou marcado com a revisão pontual dos estatutos dos renovadores.

Nos estatutos revistos e aprovados na terça-feira, 11 de janeiro de 2022, por mais de dois terços dos delegados, consta que, doravante o secretário-geral do PRS é indigitado pelo Presidente do partido.

Com essa alteração, os dois candidatos ao cargo do secretário-geral, Ancelmo Mendes e Lucas Na Sanha, já não vão ser votados no VI° Congresso do Partido.

Um delegado que participa no congresso disse a O Democrata que nos estatutos revistos, a Comissão Executiva do partido é substituída pela Comissão Permanente e as bases passam a partilhar maior parte das competências com os órgãos centrais, através da adoção de novos órgãos nas regiões, nos setores e nas secções.

Foram também introduzidas novas figuras jurídicas, nomeadamente as moções de censura e de confiança, e estas serão aplicadas por voto de um terço dos membros dos órgãos do partido, assim como a introdução da obrigatoriedade de pagar as quotas.

No período da manhã, do dia 12 de janeiro, os candidatos ao cargo do presidente do partido vão apresentar as suas moções políticas de candidatura, e, no período da tarde, vai dar-se o início do processo de votação para a escolha do novo presidente de entre os 10 concorrentes.

Participam no congresso que decorre de 10 a 13 de janeiro de 2022, em Gardete, arredores de Bissau, 901 delegados vindos de todo o país e da diáspora.

Por: Tiago Seide

Author: O DEMOCRATA

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.