UE APOIA COM 13 MILHÕES DE EUROS SAÚDE E COOPERAÇÃO NA GUINÉ-BISSAU

A Guiné-Bissau e a União Europeia assinaram esta segunda-feira, 13 de junho de 2022, um acordo de financiamento de 13 milhões de euros para apoiar a saúde das mulheres e crianças e o mecanismo de cooperação, anunciou, em comunicado, o Ministério das Finanças.

Segundo o comunicado, a “ação inscreve-se no âmbito do financiamento do plano de ação anual 2021 de Bruxelas a favor da Guiné-Bissau e o acordo foi assinado entre o ministro das Finanças, João Fadiá, e a chefe da Unidade para a África Ocidental da direção-geral de Parcerias da União Europeia, Francesa Di Mauro.

O Ministério das Finanças precisa que para o setor da saúde vão ser desembolsados 10 milhões de euros para dar assistência à “saúde reprodutiva de modo a garantir uma cobertura universal de saúde, visando contribuir para a redução da mortalidade materna e infantil na Guiné-Bissau”.

A União Europeia apoia desde 2013 através do Programa Integrado para a Redução da Mortalidade Materna Infantil na Guiné-Bissau a diminuição da mortalidade das crianças menores de cinco anos e das mulheres grávidas, com consultas, atos médicos e medicamentos gratuitos.

Os restantes três milhões de euros foram mobilizados no âmbito do “Mecanismo de Cooperação”, que pretende reforçar a parceria entre a União Europeia e a Guiné-Bissau, acrescenta o comunicado do Ministério das Finanças.

In lusa

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.