FERNANDO GOMES DIZ ESTAR PREOCUPADO COM CONFLITO DE POSSE DE TERRA NA SECÇÃO DE SUZANA

O novo Ministro da Administração Territorial e Poder Local, Fernando Gomes, disse estar preocupado com o conflito de posse de terra entre as aldeias de Arame e Elia,  na secção de Suzana, setor de São Domingos, região de Cacheu.

Fernando Gomes falava à imprensa no final de uma visita realizada ao Gabinete Técnico de Apoio ao Processo Eleitoral (GTAPE) depois de, na quarta-feira, ter estado reunido com a Comissão Nacional de Eleições.

A  disputa sobre posse de terra entre os populares das aldeias de Elia e de Arame resultou na morte de uma pessoa e quatro outras ficaram feridas a bala, dois dos quais  em estado grave.

Questionado sobre as medidas para pôr cobro ao conflito naquela zona norte do país, Fernando Gomes disse que conhece bem o processo e que estava a preparar-se para ir a essa localidade falar com as partes em conflito.

 “É uma situação que me preocupa, porque é um processo que conheço bem. Neste momento, estão a ser deslocados agentes  das forças policiais ao local, mas também é preciso um trabalho político pedagógico para acabar com essa situação”, salientou.

As duas tabancas estão em conflito de natureza fundiária desde 2012. A aldeia de Arame reclama a posse de terra de uma zona geográfica onde os populares de Elia plantaram pomares de cajú. A disputa é motivo da suspensão da campanha de recolha de cajú naquela zona há três anos.

Na sexta-feira, 10 de junho de 2022, registou-se um confronto entre os populares das duas aldeias, resultando em um óbito e quatro feridos, dos quais dois em estado grave  que foram evacuados para Bissau.

Por: Aguinaldo Ampa

Foto. A.A

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.