ACADEMIA BOCUNDJI CÁ COLOCA 12 NOVAS PROMESSAS GUINEENSES NO MERCADO ESPANHOL

Um grupo dos 12 jovens promessas futebolistas guineenses da Academia Bocundji Cá, em Bissau, poderão deixar o país antes do encerramento do mercado de transferências de jogadores para as principais ligas europeias.

Os doze miúdos vão para as camadas de formação de três clubes de futebol em Espanha.

A informação foi transmitida esta terça-feira, 21 de junho de 2022, à secção desportiva do Jornal O Democrata por Bocundji Cá, mentor e dono da academia, lançada em 2017 para formar jovens “talentos” futebolistas.

“Estes miúdos podem deixar o país antes do encerramento do mercado de transferências dos jogadores. As papeladas já estão tratadas, embora exista ainda alguns documentos que não estão à minha disposição. Quero assegurar que faremos um trabalho digno na seleção rigorosa dos melhores jovens talentos futebolistas”, disse.

Bocundji Cá projetou setembro deste ano para fechar o processo.

“Os clubes com os quais temos acordos já iniciaram o processo de arrendamento de casas para instalar os 12 jovens”.

Em entrevista telefónica ao O Democrata a partir da cidade de Barcelona, Espanha, Cá revelou que essa operação foi graças a parceria rubricada com três clubes sedeados em Barcelona, nomeadamente Sabadell FC, EE Guineueta e Penya Blaugrana Cervelló Pbc.

Cá, que também foi jogador e capitão da seleção de futebol da Guiné-Bissau, sublinhou que a Academia Bocundji Cá conseguiu essa ligação com esses clubes espanhóis, através do empresário guineense Juca Fernandes que o acompanhou nesta deslocação à Espanha.

Bocundji anunciou também um projeto com um casal de empresários, que têm laços de amizade com o futebolista internacional brasileiro Neymar, que pretende apoiar a academia.

“É uma parceria que conseguimos com este casal que em breve deve viajar para conhecer a Guiné-Bissau e inteirar-se dos nossos projetos. Quero agradecer ao Juda Fernandes, por ter permitido a academia estabelecer contatos com a Luciana Sousa Ramos e Carlos Garcia, que já deram orientações para procurar um espaço em Bissau para a construção de instalações do futuro centro”, salientou.

Durante a entrevista, Cá disse que antes de regressar a Bissau, passará por Portugal para estabelecer contatos com clubes portugueses, uma vez que a sua academia já colocou quatro jogadores no Sporting Clube de Portugal a camada de formação.

A academia com o nome Bocundji Cá foi aberta há cinco anos e já conta com mais de 200 miúdos e jovens futebolistas em diferentes escalões de formação, nomeadamente sub-7, sub-10, sub-12, sub-14, sub-16, sub-17 e sub-18.

Por: Alison Cabral

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.