DIRETOR DAS ALFÂNDEGAS DEFENDE REFORMAS NA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA

O diretor-geral das Alfândegas, Doménico Sanca, afirmou esta segunda-feira, 19 de setembro de 2022, que a administração pública guineense precisa ser reformada, incluindo as Alfândegas, contudo, alertou que será necessário preparar quadros jovens na área aduaneira, de inspeção e controlo.

Sanca falava na receção dos formados na escola Aduaneira de Burkina Faso, na qual disse que em nenhum momento permitirá que haja desordem nas alfândegas, porque “é uma instituição importante para o Estado no capítulo de arrecadação das receitas”.

Informou que o sistema instalado nas alfândegas não ajuda a instituição, tendo defendido que seja combatido pelos novos quadros para que esse setor possa funcionar melhor.

O diretor-geral das alfândegas frisou que fator humano é extremamente importante e alertou que quem não estiver preparado será afastado.

“Não é possível ter muitas pessoas numa instituição a receberem subsídios todos os meses, mas a maioria não faz o seu trabalho”.

Em nome dos formados, Sansilani Luis Sanca da Silva, agradeceu à direção-geral pelo esforço e engajamento demonstrados e pela aposta na capacitação dos quadros das alfândegas para melhorar a prestação dos seus serviços.

Silva assegurou que colocarão à disposição das alfândegas e do Estado toda a sua energia e o conhecimento adquirido.

Por: Aguinaldo Ampa

Foto: A.A    

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.