BANCO EUROPEU DE INVESTIMENTO NA GUINÉ-BISSAU DEPOIS DO PERDÃO DA DÍVIDA

Uma missão do Banco Europeu de Investimento reuniu-se quarta-feira, 16 de junho de 2021, com vários membros do Governo da Guiné-Bissau para abordar possibilidades de financiamento para o desenvolvimento de vários setores, incluindo as infraestruturas.

“É importante dizer que a presença do Banco Europeu de Investimento na Guiné-Bissau vem na sequência tomada de perdão da dívida da Guiné-Bissau”, disse o secretário de Estado do Orçamento e Assuntos Fiscais, José Carlos Casimiro.

A missão do Banco Europeu de Desenvolvimento chegou na terça-feira a Bissau e vai permanecer no país até sábado.

Segundo o secretário de Estado, que falava no final do encontro, o perdão da dívida “vai permitir o reativar das relações com aquela instituição” e permitir que a Guiné-Bissau tenha de novo acesso a empréstimos.

“Foi feita uma apresentação sobre as grandes intervenções do Banco Europeu de Investimento em várias partes do mundo e apontaram as principais prioridades para a Guiné-Bissau que são a inovação, ambiente, infraestruturas e pequenas e médias empresas”, afirmou o secretário de Estado.

José Carlos Casimiro explicou que aquelas prioridades coincidem com as prioridades do programa do Governo.

A missão do Banco Europeu de Investimento vai durante o resto da semana realizar encontros com vários ministros guineenses.

Para o secretário de Estado, a presença da missão na Guiné-Bissau é um “sinal muito importante”.

“É sinal de que efetivamente estamos a mobilizar mais parceiros para o desenvolvimento da Guiné-Bissau o que vai permitir financiar vários projetos em carteira”, salientou.

In lusa

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Figura de Semana

Edição Impressa