BISSAU E BRAZZAVILLE ASSINAM ACORDO PARA DESENVOLVER SETORES DO TURISMO, FINANÇAS E COMÉRCIO

O governo guineense e do Congo Brazzaville assinaram um acordo “Quadro da Cooperação” ligado a dezassete setores com destaque para o turismo, finanças e comércio. O acordo entre os dois países foi assinado da parte da Guiné-Bissau pela ministra dos Negócios Estrangeiros, da Cooperação Internacional e da Comunidades, Suzi Carla Barbosa, e pelo ministro congolês da Cooperação Internacional e Promoção de Parcerias Público-Privado, Denis Christel Sassou Nguesso.

A chefe da diplomacia guineense explicou aos jornalistas que a Guiné-Bissau e o Congo Brazzaville nunca tinham oficializado um acordo, apesar da relação existente entre os dois países há 46 anos, por isso considera o acordo “um marco histórico”.

Suzi Carla Barbosa disse que o acordo assinado irá permitir desenvolver diferentes setores de cooperação e de interesse dos dois países com destaque para os setores do turismo, da energia, das finanças e do comércio. 

A governante informou que estão  a ser feitos contactos no concernente ao setor das finanças para que o país possa beneficiar  de um programa “SYDONIA-WORLD” da parte do governo do Congo-Brazzaville, porque “o país precisa da experiência Congolesa neste programa para a modernização do sistema aduaneiro”. 

Frisou que a visita que efetuará às ilhas  dos Bijagós constituirá uma oportunidade para atrair investidores congoleses. 

Relativamente ao acordo de mobilidade da Comunidade dos Países da Língua Portuguesa (CPLP), a chefe da diplomacia guineense esclareceu que a Guiné-Bissau enquanto membro da comunidade assinou em Luanda (Angola), no mês de julho de 2021, o acordo de mobilidade que, segundo a sua explanação, irá permitir um tratamento especial de pedidos de visto as certas categorias de passaportes, neste caso, passaportes diplomáticos, de serviço e especiais. Sublinhou neste particular que “não é um processo imediato”.

Por seu turno, o  ministro da Cooperação Internacional e da Promoção de Parcerias Público-Privado Congo Brazzaville, Denis Christel Sassou Nguesso, disse que a relação diplomática entre a Guiné-Bissau e o Congo existe há 46 anos, mas nunca os dois países assinaram um acordo oficial no quadro da relação bilateral entre Bissau e Brazzavile.

“O acordo que acabamos de assinar hoje é histórico, porque passados 46 anos a República do Congo e a Guiné-Bissau vão estabelecer um acordo bilateral. No quadro desta cooperação, identificamos 17 setores em que vamos desenvolver rapidamente a nossa cooperação, que são: a agricultura, pesca, turismo, energia e as infraestruturas”, explicou, para de seguida avançar que vai acionar a sua equipa no sentido de trabalhar na preparação de diferentes acordos setoriais para que se possa realizar a primeira reunião da comissão mista entre os dois países, a fim de permitir que esses acordos possam entrar em funcionamento. 

Por: Epifania Mendonça

Foto: E.M

Author: O DEMOCRATA

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.